Professor e pastor Milton Ribeiro toma posse como novo ministro

por agosto 31, 2020Educação

Na posse, ministro falou sobre a importância da autoridade do professor e prometeu abrir diálogo com os acadêmicos e educadores. Especialista em educação analisa essa escolha à Revista Veredas.

 

Após um mês sem ministro da Educação, a pasta está novamente ocupada. A posse do Pastor e professor Milton Ribeiro aconteceu em cerimônia realizada com a participação, via videoconferência, do presidente Jair Bolsonaro no dia 16 deste mês.

O professor Milton Ribeiro tem graduação em Teologia e em Direito. Além disso, tem mestrado em Direito e doutorado em Educação.

Atualmente, é membro do Conselho Deliberativo do instituto Presbiteriano Mackenzie, entidade mantenedora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, e relator da Comissão de Assuntos Educacionais do Mackenzie, além de integrar a Administração Geral da Santa Casa de Santos.

O pastor Riberto também já foi reitor em exercício e vice-reitor da Universidade Mackenzie (SP).

POSSE

O pastor falou que pretende resgatar o respeito pelo professor e criticou “filosofias e interpretações educacionais equivocadas” que foram, segundo ele, em sentido contrário – se referindo à Paulo Freire e a educação dialógica proposta pelo filósofo.
“E agora, o que existe por muitas vezes são episódios de violência de alguns maus alunos contra professores. As mesmas vozes críticas da nossa sociedade devem se posicionar contra esses episódios com a mesma intensidade”, argumentou.
Além disso, o ministro Ribeiro prometeu abrir diálogo com os acadêmicos e os educadores.

 

O QUE DIZEM NOSSOS ESPECIALISTAS?

Rogério Scheidegger, professor e consultor educacional da Prospecta, recebeu, com satisfação, a notícia da escolha do novo Ministro da Educação.

“Nos tranquiliza o fato de ser uma pessoa com formação e experiência na área, o que não acontecia com o antecessor do atual ministro. Entendemos que para alguém gerir uma área tão fundamental para o desenvolvimento do país é necessário conhecer e ter trânsito na área educacional”, explicou.
“Também, nos alegra ter um ministro com convicções e princípios baseados na Palavra de Deus, o que consideramos como importante para a formação de uma sociedade justa e democrática”, finalizou.

 

 

Revista Veredas Educacionais – agosto / 2020